Depressão

Atualmente o termo depressão está sendo utilizado, muitas vezes, de forma equivocada. É muito importante que os profissionais da área da saúde tomem cuidado quando um paciente entra no consultório, e diz: “Tenho depressão””.

Tristeza não é depressão, perder o apetite também não. Depressão, na verdade, é um conjunto de sintomas dos quais estes podem estar inclusos.

Tristeza é uma reação emocional que o ser humano tem frente a uma perda, frustração, derrota, desapontamento, etc.

Já a depressão pode aparecer como sintoma de vários quadros clínico, como: transtorno de estresse pós-traumático, demência, esquizofrenia, alcoolismo, doenças clínicas, etc. Pode ainda ocorrer como resposta a situações estressantes, ou a circunstâncias sociais e econômicas adversas.

A depressão quanto síndrome, inclui não apenas alterações do humor (tristeza, irritabilidade, falta da capacidade de sentir prazer, apatia), mas também uma gama de outros aspectos, incluindo alterações cognitivas, psicomotoras e vegetativas (sono, apetite).

Finalmente, enquanto doença, a depressão tem sido classificada de várias formas, na dependência do período histórico, da preferência dos autores e do ponto de vista adotado. Entre os quadros mencionados na literatura atual encontram-se: transtorno depressivo maior, melancolia, distimia, depressão integrante do transtorno bipolar tipos I e II, depressão como parte da ciclotimia, etc.

No diagnóstico da depressão levam-se em conta: sintomas psíquicos; fisiológicos; e evidências comportamentais.

Sintomas Psíquicos: humor depressivo, incapacidade de sentir prazer na maior parte das atividades, sensação de falta de energia, dificuldade de concentração.

Sintomas físicos: alteração do sono e apetite, diminuição do interesse sexual.

Evidências comportamentais: retraimento social, crises de choro, retardo psicomotor.

Importante ressaltar que somente o médico, e o médico mais indicado é o psiquiatra, que pode dar o diagnóstico de depressão.

Se você perceber algum desses sintomas é fundamental que procure um psicólogo ou um psiquiatra. Esses profissionais são os mais indicados para te orientar.

O tratamento para a depressão, quando iniciado precocemente, tem maior chance de sucesso.

A tristeza, como foi citado acima, pode melhorar com o tratamento psicológico, entretanto, se a pessoa for diagnosticada com depressão, estudos relatam que o tratamento mais eficaz é o medicamentoso (com orientação médica) combinado com psicoterapia.

Maira Moura- Psicóloga Clínica

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s